portugues espanhol ingles frances alemao chines(simplificado) russo
Início » Notícias » REDE-TB participa de Audiência da Comissão de Seguridade Social e Família

REDE-TB participa de Audiência da Comissão de Seguridade Social e Família

Publicação: 30 de maio de 2019

Estiveram presentes ao evento os Coordenadores da Área de Pediatria da REDE-TB: Dra. Claudete Araujo Cardoso (UFF-RJ), Dra. Anna Cristina C. Carvalho (IOC-Fiocruz), Dra. Andrea Rossoni (UFPR), e os Coordenadores de Mobilização Social da REDE-TB, Carla Almeida e José Carlos Veloso, também participou da audiência a Dra Betina Gabardo.
Pobreza e baixo índice de vacinação são apontados como causas da tuberculose infantil
Foi há apenas 20 anos que se começou a dar mais importância à tuberculose entre as crianças. Antes, o foco era apenas nos adultos. Na audiência pública da Comissão de Seguridade Social que tratou do assunto, especialistas relataram os problemas para detectar e tratar a doença. 71% dos casos suspeitos não confirmados são de pessoas com menos de 14 anos. Denise Arakaki, coordenadora do Programa Nacional de Controle da Tuberculose, ressaltou as dificuldades nesta faixa etária.
Além da representante do Ministério da Saúde, outros debatedores enfatizaram a conexão entre a incidência da tuberculose e as condições socioeconômicas da população. Márcia Leão, advogada da Parceria Brasileira Contra a Tuberculose, lamentou a falta de políticas públicas específicas, para que se aborde a doença para além dos determinantes biomédicos. Ela diz que a pobreza afeta até a adesão aos medicamentos.
“É muito difícil não ter comida, não ter moradia, não ter dinheiro para o transporte e ainda por cima ver o seu familiar, o seu amigo, o seu sobrinho, o seu neto chorando, dizendo que não quer tomar o tratamento”, disse.
Clemax Santana, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), listou os desafios para o combate da tuberculose entre as crianças: novos medicamentos e testes diagnósticos, capacitação de pessoal, estudos genéticos e novas vacinas. Para o deputado Chico d´Angelo (PDT-RJ), da Comissão de Seguridade Social, é preciso que as suspeitas da doença nas faixas etárias mais jovens sejam investigadas com mais rigor.
Saiba mais: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/05/29/pobreza-e-baixo-indice-de-vacinacao-sao-apontados-como-causas-da-tuberculose-infantil/

Comentários